quinta-feira, dezembro 07, 2006

Uma vida a 2 (ou 1x1)

Secreções líquidas e sensações translúcidas
foi assim que
tentámos que o coração brilhasse de amor por nós
ainda assim não importa o modo como nos olham
como nos julgam e decidem a impossibilidade
latente, demasiado óbvia da insegurança existente
nestas duas almas antagónicas, tão diferentes
é verdade que uma melodia distante rasga
constantemente a vela do barco que nos transforma
neste mar agitado que é uma vida em comum
dia após dia aprendemos novas lições
novas ideias que apontam para a dificuldade real
de nos aturarmos um ao outro
ou tentarmos fazê-lo
daí a conclusão tão evidente
um vezes um nem sempre é igual a um
raras vezes deixa de ser
um vezes um

Miguel Godinho

1 comentário:

Umbiga disse...

Que lindo...