terça-feira, outubro 10, 2006

Uma demorada ausência para contemplar as belas paisagens da Tunísia e aperceber-me uma vez mais que este Algarve onde agora regresso pertence a uma grande casa de família com vista para o mediterrâneo, esse grande pátio comum que agrega à sua volta um casario branco com pinceladas de azul de onde se avistam oliveiras, alfarrobeiras e laranjeiras. E sobretudo, mediterrânicos(as) de tez bronzeada.

Miguel Godinho

2 comentários:

Umbiga disse...

E que tal uma foto? ;)

Marco disse...

São sem dúvida mais as coisas que nos aproximam dos países do Norte de África do que as que nos separam. Somos sem dúvida "familiares" das gentes norte-africanas.